PRODUTOS GOURMET

Quem não aprecia bons produtos? Seja no mercado nacional ou no mercado internacional, a diversidade de produtos gourmet deixa qualquer grande chef com água na boca. Os produtos gourmet surgiram com base em estilos de culinárias mais elaboradas, principalmente ligados a chamada "alta gastronomia", dando toques de requinte e sofisticação aos mais variados pratos.

A Petit Château importa e exporta produtos gourmet como azeites, pimentas, molhos, pastas, geleias, patês, mostardas e diversos outros, acompanhando a legislação de cada país em cumprimento às normas técnicas, administrativas, sanitárias e fitossanitárias.

Se você é produtor/fabricante brasileiro e deseja exportar seus produtos, clique aqui e anuncie suas linhas gourmets.

Azeites

Considerado um dos mais antigos alimentos, o azeite é um clássico da culinária contemporânea e parte importantíssima da dieta mediterrânea. Trata-se de um alimento produzido a partir das azeitonas, frutos das oliveiras, cujo consumo regular produz muitos benefícios à saúde e, assim como os vinhos, queijos, presuntos e outros alimentos específicos, também possui DOP - Denominação de Origem Protegida, relativas a indicações geográficas definidas pela legislação da União Europeia (UE).

Classificação dos azeites
Os azeites são classificados conforme seu processo de produção:

  • Azeite extra virgem - obtido por processos mecânicos de prensagem (geralmente a frio). A partir desta extração, o azeite pode ser classificado como sendo: extra, virgem ou comum; considerando-se sua acidez, onde a máxima permitida é de 0,8%.
  • Azeite de oliveira virgem - obtido por processos mecânicos de prensagem (geralmente a frio). A partir desta extração, o azeite pode ser classificado como sendo: extra, virgem ou comum; considerando-se sua acidez, onde a máxima permitida é de 2%.
  • Azeite de oliva refinado - obtido a partir do azeite virgem e seu refinamento por geralmente apresentar alta acidez e defeitos a serem eliminados com tal refinação, podendo ainda ser mesclado com o azeite virgem.
  • Azeite de oliva comum - obtido a partir da reciclagem do azeite lampante (azeite inadequado para uso) em mistura com o azeite virgem ou extra virgem, não possuindo regulamentação.

Dicas de uso e consumo
Para que você use e consuma produtos de qualidade é importante que você considere alguns pontos importantes:

  • Acidez (quanto menor, melhor);
  • Validade (geralmente válido por 12 meses de seu envaze);
  • Escolha garrafas escuras (que protegem o conteúdo da garrafa da oxidação provocada pela incidência de luz);
  • O aroma e o sabor devem estar frescos e frutados, de tonalidade esverdeada, podendo conter traços de ervas, plantas ou pasta de azeitonas;
  • A presença de amargor e picância são aceitáveis, pois indicam a presença de polifenóis;
  • Sabor e aroma devem estar sem a presença de odores desagradáveis ao olfato e paladar, como: ranço, mofo, traços metálicos, avinagrados ou ácidos demais, pois indicam oxidação do produto;
  • Para degustar o produto, use um pequeno copo acrílico. Coloque um fio de azeite, aqueça o copo na palma de sua mão por alguns segundos para liberar o aroma, avaliando-o conforme dicas acima (cor, sabor, aroma);
  • Dê preferência por produtos de origem controlada (DOP).


Uso culinário do azeite por acidez

Tipo Acidez Utilização
Extra Virgem < 0,8% Saladas e molhos
Virgem fino 1,5% Saladas e molhos
Puro >2,0% Grelhados, assados e marinados
Semifino 3,0% Saladas e frituras
Refinado >3,0% Frituras de imersão

Saúde
Alta quantidade de gordura monoinsaturada permite a redução do LDL (mau colesterol) de nosso organismo, reduzindo o risco de infarto ou AVC. Alta concentração de polifenóis resulta em ações anti-inflamatórias e antioxidantes no organismo.